A CONCENTRAÇÃO NO SETOR DE BEBIDAS FRIAS

  • Letícia Cristina Mesquita Souza
  • Marcia Carla Pereira Ribeiro

Resumo

O artigo tem como objetivo abordar os efeitos dos aspectos concorrências entre pequenos, médios fabricantes e grandes empresas do setor de bebidas frias. A força do poder econômico sobre o ambiente concorrencial é fator que impacta diretamente na esfera econômica e social de um país. O artigo analisa de forma especial a situação jurídica concorrencial dos pequenos e médios fabricantes de bebidas frias, a fim de verificar o grau de comprometimento da manutenção do mercado nesse ramo de atividades, os entraves concorrenciais e suas perspectivas. O artigo também analisa o caso das cervejas artesanais no Brasil e seus aspectos inovadores como fatores que podem auxiliar no crescimento e desenvolvimento de pequenas e médias empresas que se encontram inseridas em um mercado altamente competitivo e tendente à concentração. Buscou-se, ao final, apontar para algumas opções que possam tornar o setor de bebidas mais eficiente em termos concorrenciais, assegurados aspectos jurídicos e os princípios constitucionais vigentes.

Biografia do Autor

Letícia Cristina Mesquita Souza
Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Advogada.
Marcia Carla Pereira Ribeiro
Professora Titular de Direito Societário PUCPR. Professora Associada de Direito Empresarial UFPR. Pós-doutorado pela FGVSP e pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.Pesquisadora Conv.Université de Montréal - CA. Professora convidada da Universidade de Paris l Sorbonne. Advogada 
Publicado
2019-11-27
Seção
Revista de Defesa da Concorrência