[1]
P. Leurquin, “Acordos anticoncorrenciais e a regra da razão estruturada no Direito da União Europeia”, RDC, vol. 9, nº 2, p. 188-205, dez. 2021.