Considerações sobre essential facilities e standard essential patents nas guerras de patentes de TI

Conteúdo do artigo principal

Isabela Brockelmann Faria

Resumo

As guerras de patentes travadas hoje em dia entre players do mercado de TI evidenciam a importância da padronização de componentes, de forma a permitir o fluxo de dados entre aparelhos diversos, sem que haja incompatibilidade. Assim, quando algum concorrente detém patentes sobre componentes padronizados essenciais – as standard essential patents -, é esperado que ele se comprometa a licenciá-la em termos razoáveis, evitando fechamento de mercado. A necessidade de tal licenciamento é compreendida por meio da análise da doutrina das essential facilities, e não constitui um esvaziamento indevido dos direitos de propriedade intelectual do detentor da patente. A atualidade de tais discussões na cena tecnológica demonstra a pertinência dessa análise, com fulcro nas teorias supracitadas; e o protagonismo dos players Samsung, Motorola e Apple justifica que se lance um olhar sobre suas disputas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
FARIA, I. B. Considerações sobre essential facilities e standard essential patents nas guerras de patentes de TI. Revista de Defesa da Concorrência, Brasília, v. 2, n. 1, p. p. 89-105, 2014. Disponível em: https://revista.cade.gov.br/index.php/revistadedefesadaconcorrencia/article/view/112. Acesso em: 3 out. 2022.
Seção
*