A cessão de crédito devido por ressarcimento ao dano material oriundo de cartel: um novo business?

Conteúdo do artigo principal

Giovana Vieira Porto

Resumo

Este artigo busca identificar a viabilidade jurídica do exercício de atividade empresarial no Brasil relacionada à cessão de crédito indenizatório por dano material causado por cartel, comparativamente ao realizado na Europa pela empresa Cartel Damage Claims. Isso em razão de que há necessidade de busca por soluções alternativas visando a incentivar as ações privadas de reparação cível no país, diante dos ônus existentes para que os prejudicados por cartel pleiteiem, por si sós, a reparação patrimonial. Portanto, será examinada, primeiramente, a natureza jurídica do contrato proposto, e, em seguida, identificados os potenciais cedentes do crédito indenizatório. Ademais, será investigada a viabilidade de que a cessionária ajuíze a ação reparatória em nome próprio defendendo o direito de reparação do cedente. Por fim, serão analisados os entendimentos jurisprudenciais acerca do termo inicial da contagem do prazo prescricional para o ajuizamento da ação indenizatória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
PORTO, G. V. A cessão de crédito devido por ressarcimento ao dano material oriundo de cartel: um novo business?. Revista de Defesa da Concorrência, Brasília, v. 5, n. 2, p. 131-162, 2017. Disponível em: https://revista.cade.gov.br/index.php/revistadedefesadaconcorrencia/article/view/352. Acesso em: 20 ago. 2022.
Seção
Revista de Defesa da Concorrência
Biografia do Autor

Giovana Vieira Porto, Universidade de Brasília

Estudante de graduação em Direito da Universidade de Brasília