Reconciliando o direito antidumping e o da concorrência: a natureza jurídica como fonte da coexistência

Conteúdo do artigo principal

Voltaire de Freitas Michel
Marc Antoni Deitos

Resumo

Inicialmente, o trabalho apresenta um histórico da concepção do direito antidumping, destacando a sua origem a partir do direito da concorrência, no início do século XX. O retorno a este marco temporal tem como objetivo investigar a natureza originária do direito antidumping e localizar o momento de autonomização deste ramo do direito. A análise do processo histórico demonstra que as críticas atuais dirigidas à aplicação do direito antidumping repousam na transformação da natureza original do instituto, decorrente da bifurcação entre o direito da concorrência e o direito antidumping. Em seguida, são endereçadas as propostas contemporâneas de reaproximação entre o direito da concorrência e o direito antidumping, que tendem, majoritariamente, à ampliação do escopo de atuação do primeiro, abarcando os casos de dumping. Com destaque para a possibilidade de cooperação entre esses dois ramos do direito, conclui-se que na coexistência reside uma alternativa mais apta e adequada para a defesa dos direitos dos consumidores e da indústria nacional, repousando na natureza originária do instituto do dumping o pilar para esta reconciliação. Emprega-se a revisão histórica, com base nas primeiras legislações que regulam o direito antidumping, e a revisão bibliográfica contemporânea para alcançar a conclusão proposta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
MICHEL, V. de F.; DEITOS, M. A. Reconciliando o direito antidumping e o da concorrência: a natureza jurídica como fonte da coexistência. Revista de Defesa da Concorrência, Brasília, v. 6, n. 2, p. 95-108, 2018. Disponível em: https://revista.cade.gov.br/index.php/revistadedefesadaconcorrencia/article/view/414. Acesso em: 12 ago. 2022.
Seção
Revista de Defesa da Concorrência
Biografia do Autor

Voltaire de Freitas Michel, Curso de Direito da IMED – Faculdade Meridional - Porto Alegre

Mestre e Doutor em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS

Professor do Curso de Direito da IMED – Faculdade Meridional

Promotor de Justiça no Rio Grande do Sul

Marc Antoni Deitos, Curso de Direito da IMED – Faculdade Meridional - Porto Alegre

Mestre em Relações Internacionais pela UFRGS

Doutor em Direito pela UFRGS

Professor no Curso de Direito da IMED – Faculdade Meridional