Concorrência bancária e o Open Banking no Brasil

Conteúdo do artigo principal

Olavo Guimarães

Resumo

Este artigo analisa os possíveis efeitos do Open Banking no mercado bancário brasileiro. Para isso, inicialmente o movimento de sistemas financeiros abertos é explanado. Ato contínuo, examinam-se características do mercado sensíveis à abertura de dados, utilizando-se como base informações dos mercados bancários inglês e brasileiro. Em especial, assimetrias de informação, seleção adversa e custos de transferência são contemplados. Conclui-se que as imperfeições apontadas podem ser atenuadas pelo sistema financeiro aberto, que deve conferir mais dinamismo ao setor, pulverizando informações estratégicas entre os players, difundindo a cultura da portabilidade e auxiliando os consumidores a diferenciar produtos e perceber suas próprias necessidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Seção
Revista de Defesa da Concorrência
Biografia do Autor

Olavo Guimarães, UFRGS

Mestrando em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, onde também obteve o título de bacharel em Direito. Advogado. Participou do PinCade 2020 (Programa de Intercâmbio do Cade).
Recebido 2020-10-17
Aceito 2021-05-25
Publicado 2021-06-17