Concorrência bancária e o Open Banking no Brasil

Conteúdo do artigo principal

Olavo Guimarães

Resumo

Este artigo analisa os possíveis efeitos do Open Banking no mercado bancário brasileiro. Para isso, inicialmente o movimento de sistemas financeiros abertos é explanado. Ato contínuo, examinam-se características do mercado sensíveis à abertura de dados, utilizando-se como base informações dos mercados bancários inglês e brasileiro. Em especial, assimetrias de informação, seleção adversa e custos de transferência são contemplados. Conclui-se que as imperfeições apontadas podem ser atenuadas pelo sistema financeiro aberto, que deve conferir mais dinamismo ao setor, pulverizando informações estratégicas entre os players, difundindo a cultura da portabilidade e auxiliando os consumidores a diferenciar produtos e perceber suas próprias necessidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
GUIMARÃES, O. Concorrência bancária e o Open Banking no Brasil. Revista de Defesa da Concorrência, Brasília, v. 9, n. 1, p. 125-147, 2021. DOI: 10.52896/rdc.v9i1.709. Disponível em: https://revista.cade.gov.br/index.php/revistadedefesadaconcorrencia/article/view/709. Acesso em: 7 ago. 2022.
Seção
Revista de Defesa da Concorrência
Biografia do Autor

Olavo Guimarães, UFRGS

Mestrando em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, onde também obteve o título de bacharel em Direito. Advogado. Participou do PinCade 2020 (Programa de Intercâmbio do Cade).