A participação de terceiros no contencioso do controle de concentrações uma sistematização dos casos brasileiros à luz da experiência da União europeia e da França

Conteúdo do artigo principal

Gilvandro Vasconcelos Coelho de Araújo

Resumo

No momento em que são renovadas as discussões sobre a participação de terceiros na esfera administrativa do controle de concentrações, é interessante identificar que este debate é reflexo em controvérsias na seara judicial. Nesse sentido, o presente texto visa a responder a seguinte questão: qual o papel para os terceiros no contencioso do controle de concentrações no Brasil? A inspiração estrangeira pode auxiliar? A partir da classificação entre terceiros internos e terceiros externos, pretende-se sistematizar e identificar as medidas judiciais potenciais ou já visualizadas por terceiros no Brasil, utilizando-se a experiência europeia e mais particular da França como parâmetro ilustrativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
COELHO DE ARAÚJO, G. V. A participação de terceiros no contencioso do controle de concentrações: uma sistematização dos casos brasileiros à luz da experiência da União europeia e da França. Revista de Defesa da Concorrência, Brasília, v. 9, n. 1, p. 29-43, 2021. DOI: 10.52896/rdc.v9i1.909. Disponível em: https://revista.cade.gov.br/index.php/revistadedefesadaconcorrencia/article/view/909. Acesso em: 12 ago. 2022.
Seção
Revista de Defesa da Concorrência
Biografia do Autor

Gilvandro Vasconcelos Coelho de Araújo, IDP

Doutor pela Faculdade de Direito de Paris II. Procurador Federal. Foi Conselheiro e Procurador Geral do CADE (2010 a 2018).